Thursday, September 17, 2015

Aqueles que negam a existência de Amida não têm shinjin – explicações simples



Infelizmente, há muitos falsos professores na comunidade Jodo Shinshu que sustentam interpretações errôneas do Dharma do Nembutsu – as interpretações modernistas e progressistas – mas que entram em contradição com os ensinamentos dos Sutras e dos textos sagrados. Um dos erros mais disseminados é a teoria de Amida como símbolo, metáfora ou personagem fictício.

Interpretações assim demonstram que o shinjin não é genuíno nos corações daqueles que adotam esta visão. É simplesmente impossível  ter a experiência na fé em Amida e, ao mesmo tempo, considera-lo  um personagem ou uma metáfora.  Pelo contrário, o shinjin é tão fictício quanto o objeto de sua fé.  Nunca ouvi ou li nos textos sagrados sobre a representação de Buda Amida nestes termos. Shakyamuni , Shinran Shonin ou outros mestres de nossa tradição jamais falaram desta forma a respeito de Amida ou de sua Terra Pura. É por isso que eu digo que aqueles que apresentam Amida como personagem fictício, metáfora ou símbolo, ou qualquer coisa parecida, não têm a experiência da fé ou da salvação.

A mente confiante (shinjin) é a causa do nosso nascimento na Terra Pura e a causa do atingimento do Estado de Buda, mas como pode a fé em algo fictício ser chamado de fé verdadeira? Isto é algo compreensível até para uma criança. Fictício é fictício independentemente do modo que é apresentado, enquanto o real continua real. Apenas a fé em algo real e vivo pode ser chamado de fé verdadeira e ter resultados verdadeiros – como o nascimento na Terra Pura.

Se alguém disser que você, o leitor destas linhas, é um personagem fictício, isto quer dizer que esta pessoa não acredita que você exista, é simples assim.

Dizem que conhecemos as árvores pelos seus frutos. É impossível que alguém que insistanestes falsos ensinamentos possa ter uma experiência de fé para guiar os demais por um caminho de fé. Não é que eu julgue a fé dos outros, mas suas próprias palavras falam por si mesmas. Simplesmente não sabem, não sentem ou não compreendem quem Amida é (segundo as explicações dos Sutras e dos Mestres). Então como é possível ter fé em Amida?

O Mestre Honen foi lembrado no posfácio do Tannisho ao dizer que algumas pessoas não possuem o mesmo shinjin (fé) que ele, então estes não irão para a mesma Terra Pura que ele após morte. O seu shinjin e o shinjin de Shinran vieram da mesma fonte, Buda Amida, o verdadeiro Amida e não o Amida fictício, simbólico ou metafórico. Esta é a razão de Honen e Shinran possuírem o mesmo shinjin apesar das visões e conhecimentos diferentes sobre o Dharma.

Ambos Shinran e Honen, mas também outros Mestres, aceitaram o ensinamento sobre Amida como ensinado por Shakyamuni no Sutra Maior. Ao ouvir este ensinamento, eles receberam shinjin e foram transformados em budas na Terra Pura quando suas vidas terrenas chegaram ao fim naturalmente.

Nós, seus discipulos dos tempos modernos, também diferimos no conhecimento, experiência e sabedoria, mas também devemos aceitar os mesmos ensinamentos que eles aceitaram de modo a receber o mesmo shinjin que ele. Nascimento, vida e morte não são eventos fictícios, simbólicos ou metafóricos.

Do mesmo modo, nossa libertação do nascimento e da morte não pode ser fictícia, simbólica ou metafórica. Um Buda que não está vivo e ativo no mundo dos sofrimentos não pode nos ajudar e nos guiar para a Iluminação Suprema e indestrutível. A fé no que é fictício, simbólico ou metafórico não nos protege nem liberta.
Se o shinjin vier de Amida e for a causa de nossa liberdade, que tipo de shinjin possuem aqueles que não confiam em Amida como um ser vivo e ativo? Por favor, usem suas mentes e lógica simples para que não caiam nesta armadilha ilusória.

O verdadeiro budismo Jodo Shinshu não é um sistema metafísico, repleto de símbolos, metáforas e significados ocultos, mas um conjunto de ensinamentos precisos e claros para livrar todos os seres dos nascimentos e das mortes através da fé simples em uma ser vivo e ativo chamado Buda Amida.

Aqueles que não gostam ou que não conseguem aceitar este caminho estão livres para deixa-lo ou esquecê-lo, mas jamais modifica-lo de modo a acomodar suas ideias pessoais e falta de fé, além do não interpreta-lo como budismo Jodo Shinshu.


  
- mais artigos seguirão em breve sobre este tema - 



0 comentarii: